Segundo o site Websider, referência em empreendedorismo, o conceito de cliente se renovou. Até pouco tempo atrás, cliente era aquele que adquiria um serviço ou produto pagando o preço estipulado pela empresa. Mas os tempos mudaram, agora o ‘cliente’ ganhou um significado muito mais amplo e negligenciar isso causou o fracasso de muitas organizações.

Nosso cliente, na verdade é todo aquele que deposita em nós uma expectativa. Ou seja, seus funcionários são seus clientes, sua família são seus clientes, amigos são clientes e seu público que paga suas contas são clientes valiosos.

Conquistar clientes exige desenvolver um relacionamento e como qualquer relacionamento é necessário tempo e esforço para conquistar confiança. Para ter resultados em vendas, por exemplo, é fundamental hoje mais do que nunca desenvolver um relacionamento forte e duradouro com seus clientes externos. Espera, clientes externos? Sim para facilitar vamos analisar quem são os clientes internos, externos e como se relacionar com eles.

Cliente interno

O cliente interno de uma organização inclui todos seus colaboradores. Mesmo os terceirizados, fornecedores, vendedores externos e outros. Por que chamamos de clientes? Porque esse público tem expectativas em relação a organização. Estão profundamente interessados no desenvolvimento da empresa e no seu desenvolvimento pessoal e financeiro. É fundamental aceitar essa realidade. Você como gestor tem a missão de manter relacionamento também com seus colaboradores.

Cliente externo

 

São todos públicos de interesse (stakeholders) que estão interessados no que sua empresa pode oferecer não apenas em âmbito pessoal, mas também social. Por exemplo, outras empresas podem ser clientes externos, organizações governamentais ou não governamentais podem ser cliente externos. Depende do setor em que atua, mas tente ampliar os horizontes e pensar em quanta gente pode ser seu cliente. Claro que, o cliente externo está relacionado diretamente a vendas, este sempre será o objetivo final. Mas não se esqueça que nem sempre o valor da relação que temos com o cliente é expresso na moeda, dinheiro.

Como interagir com esses públicos?

Não existe relacionamento saudável nem ganhos, sem comunicação. Por isso é fundamental pensar em como interagir com seu público interno e externo. Ninguém gosta daquela pessoa que só fala de si mesma, ou das próprias habilidades. Com nossos clientes também acontece isso. Ninguém gosta de uma empresa que só fala com você quando precisa vender. Então, crie estratégias para conhecer melhor seus clientes, saber quais suas preferências, dificuldades, sugestões. Não faça apenas propaganda, dialogue com eles.  Veja duas dicas infalíveis de relacionamento:

Crie ferramentas de comunicação

Ferramentas de comunicação são os meios pelos quais vai poder falar e ouvir seu público. Além de muito eficientes, na maioria das vezes não são necessários grandes investimentos para colocar em prática.

Para se comunicar em massa com operários por exemplo, poderá criar um mural de informações no pátio da empresa. Reuniões periódicas com colaboradores de escritório podem estimular o engajamento da equipe. Quando acontece muitas novidades de interesse geral pode ser criado um house organ, um jornal ou revista impresso com as notícias da empresa. Nesta ferramenta você pode divulgar aniversariantes do mês, comemorar metas alcançadas e até convidar os colaboradores para um sorteio. Outras ferramentas uteis são: TV corporativarede social corporativa e pesquisa de satisfação.

Mas, e o cliente externo como relacionar-se com esse público? Para este público, talvez queira ser mais estratégico enviando newsletters sobre assuntos de interesse dele por e-mail. Por exemplo, se sua empresa vende joias poderia enviar um newsletter falando sobre as joias mais valiosas do mundo. Essa curiosidade vai ser interessante para seu cliente e sua empresa estará em evidencia na vida da pessoa.

O site da empresa e as redes sociais também são ferramentas importantes. Elas representam a cara da empresa e você pode estimular a participação dos usuários, fazendo perguntas, convidando todos a curtir, comentar ou compartilhar.

Organize eventos

 

importância de eventos corporativos vai além do resultado em vendas. É uma forma muito eficiente de relacionar-se com seus públicos e conquistar cada vez mais ganhos. No dia a dia nem sempre é possível dialogar com seus clientes ou colaboradores de forma presencial. Então crie oportunidades organizando eventos. Podem ser: palestras, jantares, treinamentos, workshop…existem muitos tipos de eventos corporativos. Em treinamentos, por exemplo planeje atividades externas ao ar livre, jogos e atividades de interação. Você vai conhecer melhor as pessoas de um jeito divertido para todos.

Agora que você já sabe quem é seu cliente interno, externo e como relacionar-se com eles, vamos usar a criatividade de inovar nos métodos de comunicação. Não tenha dúvida que o resultado serão clientes cem por cento satisfeitos que irão comprar e recomendar seu produto ou serviço. Seus ganhos serão cada vez mais evidentes. Conte para a gente se já testou alguma das sugestões que indicamos!